Total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

nota na pauta: quando a esmola da Globo é demais, o crente descon...

nota na pauta: quando a esmola da Globo é demais, o crente descon...: A música gospel se tornou a espinha dorsal de uma indústria cujos altos cifrões de vendagem e baixos números de pirataria chamaram a ate...

O verdadeiro sentido do Natal

“‘Aproxima-se o Natal’, é a frase que soa através do mundo, de Norte a Sul, de Leste a Oeste. Para os jovens, para as crianças, e mesmo para os de mais idade, esse é um período de alegria geral, de grande contentamento. Mas o que é o Natal, que assim exige tão grande atenção? [...] O dia 25 de dezembro é supostamente o dia do nascimento de Jesus Cristo, e sua comemoração tem se tornado costumeira e popular. Porém, não há certeza de que se esteja celebrando o verdadeiro dia do nascimento de nosso Salvador. A história não nos dá certeza absoluta disso. A Bíblia não nos informa a data precisa. Se o Senhor tivesse considerado esse conhecimento essencial para nossa salvação, teria Se pronunciado através de Seus profetas e apóstolos, para que pudéssemos saber tudo a respeito do assunto. Mas o silêncio da Bíblia sobre esse ponto nos mostra que ele nos foi ocultado por razões sábias.

“Em Sua sabedoria, o Senhor ocultou o lugar onde sepultou Moisés. Deus o sepultou, o ressuscitou e o levou para o Céu. Esse procedimento tinha o objetivo de prevenir a idolatria. Aquele contra quem os israelitas haviam se rebelado quando estava ativo, que haviam provocado quase além dos limites da resistência humana, era quase adorado como Deus depois de separado deles pela morte.

“Pela mesma razão é que Ele ocultou o dia preciso do nascimento de Cristo, para que o dia não recebesse a honra que deve ser dada a Cristo como Salvador do mundo. Ele é quem deve ser recebido, em quem se deve crer e confiar como Aquele que pode salvar perfeitamente todos os que vão a Ele. A adoração deve ser prestada a Jesus como o Filho do infinito Deus” (Review and Herald, 9 de dezembro de 1884).

O dia não deve ser passado por alto

“Sendo que o dia 25 de dezembro é lembrado em comemoração ao nascimento de Cristo, e sendo que as crianças têm aprendido por palavras e exemplo que esse é um dia de alegria e contentamento, será difícil passar por alto esse período sem lhe dar alguma atenção. Ele pode ser utilizado para um bom propósito.

“As crianças devem ser tratadas com muito cuidado. Não devem ser deixadas no Natal a buscar seus próprios divertimentos em prazeres vãos, em diversões que prejudicarão a espiritualidade. Os pais podem controlar essa questão voltando a mente e as ofertas dos filhos para Deus e a salvação de pessoas.

“O desejo de divertimentos não deve ser contido e arbitrariamente sufocado, mas guiado e dirigido por meio de paciente esforço da parte dos pais. O desejo de dar presentes deve ser bem conduzido para levar bênçãos ao próximo graças à manutenção do dinheiro na grande e ampla obra para a qual Cristo veio ao mundo. Altruísmo e espírito de sacrifício marcaram Sua conduta. Que isso também caracterize os que afirmam amar a Jesus, porque nEle está centralizada nossa esperança de vida eterna” (Review and Herald, 9 de dezembro de 1884).

Presentes como sinal de afeição

“As festas estão chegando rapidamente com sua troca de presentes. Jovens e idosos estão analisando intensamente o que poderão dar a seus amigos como sinal de afetuosa lembrança. É agradável receber um presente, mesmo simples, daqueles a quem amamos. É uma afirmação de que não fomos esquecidos, e parece ligar-nos a eles mais intimamente. [...]

“É certo concedermos a outros demonstrações de amor e carinho, se, ao fazer isso, não nos esquecemos de Deus, nosso melhor Amigo. Devemos dar nossos presentes de tal maneira que sejam um real benefício ao que recebe. Eu recomendaria determinados livros que fossem um auxílio na compreensão da Palavra de Deus ou que aumentem nosso amor por seus ensinos. Obtenham algo para ser lido durante esses longos serões de inverno” (Review and Herald, 26 de dezembro de 1882).

Livros como presentes

“Há muitos que não têm livros e publicações sobre a verdade bíblica para nossos dias. Aqui está um grande campo onde o dinheiro pode ser investido com segurança. Há muitas crianças que podem ser abençoadas com a leitura. Os livros The Sunshine Series, Golden Grains Series, Poems, Sabbath Readings, etc. são preciosos e podem ser introduzidos seguramente em cada família. As pequenas quantias gastas em doces e brinquedos sem valor podem ser acumuladas e com isso comprar esses volumes. [...]

“Os que desejarem dar presentes caros a seus filhos, netos e sobrinhos, procurem para eles os livros mencionados. Para os jovens, The Life of Joseph Bates é um tesouro; também os três volumes de Spirit of Prophecy. Esses volumes podem ser levados a cada família na Terra. Deus está dando a luz do Céu, e nenhuma família deve ficar sem ela. Que os seus presentes possam espalhar raios de luz sobre o caminho que conduz ao Céu” (Review and Herald, 11 de dezembro de 1879).

Jesus não deve ser esquecido

“Irmãos e irmãs, enquanto vocês planejam dar presentes uns aos outros, desejo lembrar-lhes de nosso Amigo celestial, para que não passem por alto a vontade dEle. Cristo Se agradará se mostrarmos que não O esquecemos. Jesus, o Príncipe da vida, deu tudo para nos trazer a salvação. [...] Ele sofreu mesmo até a morte, para que nos pudesse dar a vida eterna.

“É por meio de Cristo que recebemos todas as bênçãos. [...] Não deve nosso Benfeitor celestial participar das provas de nossa gratidão e amor? Venham, irmãos e irmãs, venham com seus filhos, com bebês em seus braços, e tragam ofertas a Deus, segundo suas possibilidades. Cantem ao Senhor em seu coração, e esteja em seus lábios o louvor divino” (Review and Herald, 26 de dezembro de 1882).

Natal: momento para honrar a Deus

“Pelo mundo, os feriados são passados em frivolidades e extravagância, gula e ostentação. [...] Milhares de dólares serão gastos de modo pior do que se fossem jogados fora, no próximo Natal e Ano Novo, em excessos desnecessários. Mas temos o privilégio de nos afastar dos costumes e práticas desta época corrompida. Em vez de gastar meios meramente na satisfação do apetite, ou com ornamentos desnecessários ou artigos de vestuário, podemos tornar as festividades vindouras uma ocasião para honrar e glorificar a Deus” (Review and Herald, 11 de dezembro de 1879).

“Cristo deve ser o objetivo supremo; mas, da maneira em que o Natal tem sido comemorado, a glória é desviada dEle para o ser humano mortal, cujo caráter pecaminoso e defeituoso tornou necessário que Ele viesse ao nosso mundo. Jesus, a Majestade celestial, o nobre Rei do Céu, pôs de lado Sua realeza, deixou Seu trono de glória, Sua alta posição, e veio ao nosso mundo para trazer o auxílio divino ao ser humano caído, debilitado na capacidade moral e corrompido pelo pecado. [...]

“Os pais devem falar sobre esses assuntos aos seus filhos e instruí-los sobre seus deveres para com Deus; não suas obrigações de uns para com os outros, de exaltarem-se e glorificarem-se uns aos outros por presentes” (Review and Herald, 9 de dezembro de 1884).

Levar os filhos a desenvolverem o altruísmo

“Há algo que pode ser planejado com gosto e muito menos gastos do que os desnecessários presentes tantas vezes oferecidos a nossos filhos e parentes, e ainda assim mostrar cortesia e levar felicidade ao lar.

“Vocês podem ensinar uma lição a seus filhos enquanto lhes explicam a razão por que fizeram uma mudança no valor dos presentes deles. Digam que vocês percebem que têm até então pensado mais no prazer deles do que na glória de Deus. Digam-lhes que têm pensado mais em seu próprio prazer e satisfação deles e em se manter em harmonia com os costumes e tradições do mundo, em dar presentes aos que não necessitam deles, do que em ajudar no progresso da missão dada por Deus.

“Como os magos do passado, vocês podem oferecer a Deus seus melhores presentes e mostrar por suas ofertas a Ele que apreciam o Presente dado por Ele a um mundo pecaminoso. Levem os pensamentos de seus filhos ao longo de um caminho novo, altruísta, motivando-os a apresentar ofertas a Deus pela dádiva de Seu único Filho” (Review and Herald, 13 de novembro de 1894).

Devemos armar uma árvore de Natal?

“Deus Se alegraria muito se, no Natal, cada igreja tivesse uma árvore de Natal sobre a qual pendurar ofertas, grandes e pequenas, para esses locais de adoração. Têm chegado a nós cartas com a pergunta: ‘Devemos ter árvores de Natal? Não seria isso imitar o mundo?’ Respondemos: Vocês podem fazer isso à semelhança do mundo, se escolherem isso. Mas podem fazê-lo de modo muito diferente. Não é pecado selecionar um pinheiro e pô-lo em nossas igrejas, mas o pecado está no motivo que induz à ação e no uso que é feito dos presentes postos na árvore.

“A árvore pode ser tão alta e seus ramos tão vastos quanto a ocasião exigir. Mas os galhos dela devem estar carregados com o fruto de ouro e prata da bondade de vocês, e apresentem isso a Deus como seu presente de Natal. Que suas doações sejam santificadas pela oração” (Review and Herald, 11 de dezembro de 1879).

“As festividades de Natal e Ano-Novo podem e devem ser celebradas em favor dos necessitados. Deus é glorificado quando ajudamos os necessitados que têm família grande para sustentar” (Manuscrito 13, 1896).

Árvore de Natal com ofertas missionárias

“Os pais não devem pensar que uma árvore de Natal posta na igreja para alegrar os alunos da Escola Sabatina seja pecado, pois pode ela ser uma grande bênção. Falem às crianças sobre bondade e generosidade. O mero divertimento não deve ser o objetivo dessas reuniões. Embora possa haver alguns que transformarão essas reuniões em momentos de frivolidade, e cuja mente ainda não foi tocada por Deus, para outros essas reuniões trarão grande bem.

“Tenho certeza de que pode haver substitutos sadios para muitas reuniões que, de outra forma, seriam impróprias” (Review and Herald, 9 de dezembro de 1884).

Providenciar recreação sadia

“Levantem-se, meus irmãos e irmãs cristãos, busquem conhecer a vontade do Senhor, procurem tratar desse assunto de tal maneira que não seja árido e desinteressante, mas repleto de inocente prazer que tenha a aprovação do Céu. Eu sei que os mais pobres aceitarão essas sugestões. Os mais ricos também devem mostrar interesse e apresentar seus donativos e ofertas proporcionalmente aos meios que Deus lhes concedeu. Que se registre nos livros do Céu um Natal como jamais houve, por causa dos donativos que forem dados para o sustento da obra de Deus e o restabelecimento de Seu reino” (Review and Herald, 9 de dezembro de 1884).

(Ellen G. White, O Lar Adventista, p. 477-483; linguagem atualizada por Matheus Cardoso)

Fonte: Criacionismo

terça-feira, 13 de setembro de 2011

MARCOS WENDELL/ EM LAGO VERDE-MA

video

ELE VIVI, ELE REINA EM MIM.
TODOS OS DIAS DE MANHÃ QUERO RENASCER.

MARCOS WENDELL DE SANTA LUZIA DO TIDE INTERPRETANDO A MUSICA "ELE VIVI" de leonardo gonçalves, EM LAGO VERDE-MA, NO DIA 10 DE SETEMBRO DE 2011.

QUE DEUS SEJA O MOTIVA DE TODA A NOSSA ADORAÇÃO.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

NÃO PERCA TEMPO!!!!



Ter um relógio é comum. Há quem prefira simples, outros chamativo; e você gosta de algo mais discreto? Como por exemplo, no celular ou quem sabe no receptor de TV e há também quem prefira o do colega ao lado?
Bom deixe-me compartilhar uma coisa com você, mas preste atenção!
Acredito que a quantidade de relógios que há no país daria para suprir a demanda de pessoas. Por que será que mesmo com tantos relógios, ainda há muitos atrasos? Será que as pessoas não estão olhando para o relógio? Ou que quem sabe olham tanto para o relógio que acabam esquecendo o tempo?“RELÓGIO E TEMPO” é preciso entender a diferença entre essas duas palavras.
 A primeira é um substantivo concreto, um objeto criado pelo homem a partir do que já existe. Tempo é algo mais complexo, difícil de ser explicado, vai além do tic- tac humano. Não consigo pensar em uma substância primária no qual se possa ter extraído o tempo, mas acredito em um ser superior, que de forma misteriosa o criou (bara=criar do nada).
Não sei quantos relógios você tem se são caros ou baratos, simples ou chamativos. Mas gostaria de com muita gentileza lhe dizer de forma escrita, mas com uma conotação bem pessoal que tempo não é relógio. O tempo é ouro.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

MISSÃO CALEBE 3.0


 Missão Calebe 3.0 em Lago Limpo. Jovens da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Lago Verde-MA, resolveram fazer de suas férias uma escola, ensinando e aprendendo. Decidiram sair de suas vidas monótonas, e radicalizaram suas ferias, doando assim, inteiramente à Jesus.
Durante 15 dias, foram eles moradores de Lago Limpo, durante o dia era feito visitas missionárias e estudos bíblicos. À noiteera realizada Palestra, passados pelos próprios Calebes, sendo eles Jovens, Crianças e Adultos.
2011 foi o 1º ano de Missão Calebe na Igreja de Lago Verde, e não será o ultimo, os jovens ja pensam nas próximas férias. Esse evangelismo, rendeu 5 almas a Jesus. De uma maneira surpreendente o Espírito Santo fez sua obra naquele local.
''Deus chama você pra obra, e o capacita para a mesma.´´


terça-feira, 21 de junho de 2011

Perceguição aos Cristãos em paises Islâmicos.

Por Redactie Portugees Redactie Portugees (Foto: ANP)
Cristãos em países islâmicos estão num fogo cruzado: são vistos como ‘cúmplices’ do Ocidente, mas o mesmo Ocidente os ignora. Políticos e ativistas discutem sobre a questão se cristãos perseguidos deveriam ser beneficiados com atenção especial.
Por Jannie Schipper
A egípcia Maria (seu sobrenome não é citado por questão de segurança) fugiu anos atrás do Egito. Para cristãos egípcios, o país está cada vez mais perigoso, ela diz.
“Algumas pessoas dizem: se vocês não são muçulmanos, têm que ir para o Canadá, Estados Unidos ou Europa. Mas os coptas consideram o Egito a sua pátria. Eles não têm outro país, vivem lá já há muito tempo.”
Países islâmicos
A cientista política holandesa Hala Naoum Nehme, que tem origem síria, não se surpreende com o fato de que entre os dez países onde os cristãos mais são perseguidos estão sete países islâmicos. Nehme acusa a política e a mídia holandesas de desviar a vista sempre que se trata de cristãos em países islâmicos. A situação, segundo ela, piorou desde o início do século 21.
“O ponto mais baixo ocorreu após os atentados de 2001, quando o ex-presidente dos EUA George Bush declarou pela televisão a ‘gerra contra o terror’. Uma cruzada do Ocidente contra os países islâmicos. Desde então os cristãos são novamente vistos como descendentes do Ocidente cristão, cúmplices do Ocidente. É claramente dito a eles: vocês não são mais bem-vindos.”
A revista de opinião ‘Middle East Quartely’ previu já em 2001 que o número de cristãos no Oriente Médio em 2025 teria diminuído de doze para cinco milhões. A diminuição vem em parte pelas baixas taxas de natalidade, mas principalmente por causa da emigração. Este êxodo ainda pode ser intensificado com as revoltas nos países árabes, que parecem estreitar ainda mais a posição dos cristãos.”
Sem grupos separados
Mas é necessário dar tanto destaque à situação das minorias cristãs? Frans Timmermans, parlamentar do partido social-democrata PvdA, questionou isso durante um debate sobre direitos humanos no parlamento holandês.
“Há mais minorias religiosas do que as cristãs, e posso lhes assegurar que dar muito destaque apenas para a posição dos cristãos não será visto com bons olhos. Eles se tornariam alvos de pessoas que afirmam que nós temos dois pesos e duas medidas na política de direitos humanos. Há cristãos que dizem: tenham cuidado em nos dar muita atenção, pois isso pode nos tornar vulneráveis em algumas situações.”
A cientista política Hala Naoum Nehme acha que a preocupação de ser julgado por dois pesos, duas medidas não faz sentido. Os cristãos estão sob a lupa no Oriente Médio e jamais deixarão de estar. E “porque a civilização ocidental até agora é a única na história da humanidade que defende os direitos humanos e porque os direitos humanos são uma invenção ocidental” ela considera “mais que normal” que o Ocidente assuma sua responsabilidade e defenda os cristãos no Oriente Médio. “Assim como também defende os curdos não-cristãos e os palestinos não-cristãos.”

quinta-feira, 16 de junho de 2011

UMA ARMA PODEROSA CONTRA DEPRESSÃO!!

Está presente não é simplesmente está junto ou próximo, companherismo não é basicamente está abraçado.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A cada dia que passa, um pedaço da "imagem" é acrescentado.

Igreja Anglicana de Washington adere a Igreja Católica

Em comunicado emitido nesta segunda-feira, 6, a Arquidiocese de Washington, nos Estados Unidos, informou que, “depois de um profundo período de reflexão“, o reitor e os fiéis da paróquia episcopal anglicana de São Lucas, em Bladensburg, estado de Maryland, “decidiram aderir à Igreja Católica Romana através da uma nova estrutura aprovada pelo Papa Bento XVI  chamada ordinariato“. Esta paróquia é a primeira na área metropolitana de Washington a dar este passo.
Conforme o bispo anglicano, John Bryson Chane, esta foi uma conversão que foi decidida “em um espírito de sensibilidade pastoral e de respeito mútuo”. “Os cristãos se movem de uma Igreja a outra com frequência maior que no passado, às vezes como indivíduos, às vezes como grupos. Alegra-me poder satisfazer as necessidades espirituais dos fiéis e do sacerdote de São Lucas, de uma forma que respeita a tradição e a política de nossas Igrejas”, disse.
O comunicado anuncia também que o arcebispo de Washington, Cardeal Donald Wuerl, deu uma calorosa mensagem de boas-vindas à paróquia de São Lucas no seio da Igreja Católica e afirmou que reconhece a “abertura da comunidade à guia do Espírito Santo e seu caminho de fé”. O purpurado afirmou ainda que a estrutura dos ordinariatos, criada pelo Papa Bento XVI para acolher anglicanos que desejam a plena comunhão com Roma, “proporciona um caminho à unidade, uma vez que reconhece nossas crenças compartilhadas em matéria de fé e, ao mesmo tempo, respeita o patrimônio litúrgico da Igreja Anglicana”.
Por sua vez, o reitor da Igreja de São Lucas, reverendo anglicano Mark Lewis, agradeceu ao cardeal Wuerl e ao bispo Chane pelo apoio no caminho de reflexão de sua comunidade. O reverendo será ordenado sacerdote católico brevemente.
O primeiro ordinariato nos Estados Unidos ainda não foi estabelecido pela Santa Sé, por isso, a paróquia de São Lucas, que tem aproximadamente 100 membros, ficará, por enquanto, sob o cuidado da Arquidiocese de Washington.
A estimativa é de que durante a próxima Assembleia Ordinária da Conferência Episcopal norte-americana, a ser realizada no dia 15 de junho, seja apresentado o processo de estabelecimento do ordinariato no país. O cardeal Wuerl é a pessoa encarregada pela Santa Sé para implementar esse ordinariato.
Fonte: Canção Nova

Nota: Por que a adesão não foi no sentido contrário? A cada dia que passa, um pedaço da imagem da besta é acrescentado. Breve teremos a imagem completa da besta que foi ferida, mas está recuperada!
http://adventismoemfoco.wordpress.com/2011/06/08/igreja-anglicana-de-washington-adere-a-igreja-catolic/

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A arte é longa, a vida é breve. (Hipócrates)

5ª SÉRIE B/ TURNO MATUTINO - U. I. PROFª LÊDA TÁJRA - LAGO VERDE - MA






Os espelhos são usados para ver o rosto; a arte para ver a alma.
George Bernard Shaw

NOTA: "PARA MUDAR O RUMO DE UM BARCO PRECISAMOS ESTÁ NO LEME.( zenobio jr.)

quarta-feira, 1 de junho de 2011

LER É MERGULHAR EM MUNDO "INTELIGENTE"!!!

8ª SÉRIE B / FUNDAMENTAL II - TURNO MATUTINO / U. I. PROFª LÊDA TÁJRA - LAGO VERDE-MA




Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história.
Bill Gates

terça-feira, 31 de maio de 2011

"DESBRAVADOR" UMA MÁQUINA DE SALVAR ALMAS!!

                                                                                                                                                                                                                                                                                                           
DESBRAVADORES, juvenis de ambos os sexos que possuem objetivos e ideais bem definidos, os quais proporcionam um desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, mentais e espirituais. São juvenis que possuem de 10 a 15 anos, mas desde o momento em que se tornam Desbravadores, aprendem a lei do amor próprio, do amor pelo próximo e do amor para com Deus.
O Clube de Desbravadores não é apenas uma organização regional, mas se trata de uma organização mundial.
Após ingressar num Clube de Desbravadores o juvenil tem a sua vida mudada. Todos os seus passos são cuidadosamente observados. Seu desempenho como aluno, seu comportamento na escola, em casa, seu relacionamento com os semelhantes e superiores, são cuidadosamente observados, por isso, todas as semanas, reúnem-se com o objetivo de serem avaliados, orientados e ensinados por líderes devidamente capacitados e treinados, que proporcionam momentos de aprendizagem, num programa desenvolvido pela Igreja Adventista do 7º Dia que visa unicamente a educação e formação para vida do juvenil.
Todos nós lutamos por um grande ideal, o de servir. Em nós estão impressas as marcas do patriotismo, que são notórias em todas as atividades que desenvolvemos. 
Somos apaixonados por nossas atividades e pela nossa luta que é cada dia maior para desenvolvermos bem todas as nossas tarefas e responsabilidades que nos são tão confiadas.
Por isso, ser um Desbravador é participar de uma grande aventura e ter uma vontade incrível de vencer na vida.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Papa Bento XVI fecha convento em que freiras dançavam em cerimônias.

Segundo jornais italianos, Vaticano estava insatisfeito com 'irregularidades morais' em monastério da famosa Basílica di Santa Croce.

Da BBC
Freira dançante da basílica de Santa Croce (Foto: Giuseppe De Carli)G1  
Freira dançante da basílica de Santa Croce
(Foto: Giuseppe De Carli)
O papa Bento XVI mandou fechar um famoso convento em Roma, de acordo com informações de jornais italianos.
O jornal "La Stampa" informou que o monastério da Basílica di Santa Croce in Gerusalemme (Basílica da Santa Cruz de Jerusalém) estaria sendo fechada devido a 'irregularidades' litúrgicas, financeiras e morais.
Segundo os jornais, alguns monges cistercianos da igreja foram transferidos para outras congregações na Itália. O abade Simone Fioraso, um extravagante ex-estilista de Milão, já tinha sido transferido do mosteiro há dois anos.
O jornal "Il Messaggero" informou que Fioraso tinha restaurado o convento, que estava muito danificada, e aberto um hotel no local, em que realizava concertos. Ele também realizou uma maratona de leitura da Bíblia que foi transmitida pela televisão e constantemente atraía celebridades para visitar o mosteiro, em que promovia uma abordagem menos convencional da religião.
Uma das freiras do mosteiro, Anna Nobili, ex-dançarina erótica, fez várias apresentações de dança com outras freiras durante cerimônias religiosas.
Investigação
O Vaticano teria expressado sua insatisfação com os boatos a respeito do mosteiro.
"Uma investigação descobriu provas de irregularidades litúrgicas e financeiras, além de (irregularidades de) estilo de vida, que provavelmente não estavam de acordo com o de um monge", teria dito ao jornal britânico "Guardian" o padre Ciro Benedettini, um porta-voz do Vaticano.
O inquérito foi feito pela Congregação dos Institutos de Vida Consagrada do Vaticano e seus resultados ainda não foram publicados, segundo o "La Stampa".
A Basílica de Santa Croce é uma das mais antigas e famosas de Roma, foi construída em volta de uma capela do século IV.
A igreja é um dos locais mais importantes de peregrinação na capital italiana e acredita-se que ela guarda relíquias sagradas.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Após pressão da Bancada Evangélica Kit Gay é proibido pela Presidente Dilma Rousseff de ser distribuido nas escolas

A Bancada Evangélica fez pressão, ameaças e protestos e conseguiu junto com outras bancadas como a Católica e a da Família que o Kit Gay fosse proibido de ser distríbuido nas escolas. O kit foi vetado diretamente pela Presidente Dilma Rousseff que após analisar o material reprovou todo o conteúdo produzido.

O Kit Anti-homofobia, como era denominado, foi criado por ONGs pró-gays a pedido do Ministério da Educação (MEC) e continha cartilhas, posteres e vídeos sobre homossexualismo. Apesar das acusações de que o kit faria apologia a homossexualidade ao invés de prevenir a homofobia, o Ministro da Educação Fernando Haddad já havia programado o inicio da distribuição nas escolas para o segundo semestre de 2011, apesar dele não ter sido aprovado por todas as comissões.

A decisão de proibir o kit gay saiu imediatamente depois da Bancada Evangélica anunciar uma série de sanções contra o governo em protesto a proposta. Confira abaixo:

Saida do Ministro da Educação;
CPI para apurar denúncias de irregularidades no MEC;
Obstrução de todas votações do plenario;
Convocação do Ministro da Casa Civil, Palocci nas comissões, para dar explicações sobre o estampado na midia;
Convocação do Ministro Fernando Haddad, na Comissão de Educação e Cultura, para explicar as cartilhas sobre homofobia;

Após o anúncio do veto, o vice-presidente da Bancada Evangélica anunciou que todas as medidas foram suspensas.

A partir de agora as propostas similares do MEC deverão passar por uma série de comissões especiais para serem analisadas, incluindo uma designada pela Presidente Dilma Rousseff, além de análise e aprovação da sociedade civil. Apenas para ser produzido, o kit gay custou cerca de R$4 milhões aos cofres públicos.

 click aqui e veja os três videos.



Fonte: [Gnotícias]

O PLANETA GRITA POR SOCORRO!!!!

SOMOS PRODUTOS DE NOSSAS ESCOLHAS!!


Vaticano lança documento sobre família, trabalho e festa (descanso dominical)

Na manhã desta terça-feira, 23, foi lançado o documento “A Família: o trabalho e a festa”, catequeses preparadas para o 7º Encontro Mundial das Famílias que acontecerá em Milão, Itália, entre os dias 30 de maio e 3 de junho de 2012.
Durante a coletiva de imprensa no Vaticano, foi apresentado também o novo site do Pontifício Conselho para a Família onde é possível obter informações sobre as atividades do dicastério e seus principais projetos.
No site há também um espaço dedicado ao próximo Encontro Mundial das Famílias onde será possível a visualização do documento “A Família: o trabalho e a festa”.
Na coletiva de imprensa, o presidente do Pontifício Conselho para a Família, Cardeal Ennio Antonelli, recordou que neste ano comemora-se o 30º aniversário da criação deste dicastério do qual ele é presidente e também do Pontifício Instituto João Paulo II para estudos sobre matrimônio e família. Assim, o encontro em Milão será um congresso teológico-pastoral que nos três primeiros dias contará com a presença do Papa Bento XVI.
“Um subsídio precioso para a preparação deste evento é o livro das catequeses com o tema do encontro “A Família: o trabalho e a festa”, feitos sob os cuidados do Pontifício Conselho para a Família e da Arquidiocese de Milão, que compreende 10 catequeses bíblicas e textos do magistério”, disse Dom Antonelli.
O Arcebispo de Milão, Cardeal Dionigi Tettamanzi, salientou que as catequese podem ajudar no caminho de tantas dioceses em todo mundo e se tornar referência útil não somente para as iniciativas das pastorais familiares e de trabalho.
Para o bispo-auxiliar de Milão, Dom Franco Giulio Brambilla, coordenador do grupo de trabalho no evento e vice-presidente do Comitê científico preparatório do Congresso teológico-pastoral, as catequeses formam um trinômio que parte da família para abri-la ao mundo.
O trabalho e a festa são modos no qual a família habita no espaço social e vive no tempo humano. O primeiro grupo de catequeses se baseia no modo de viver em casa”, esclareceu Dom Brambilla.
Segundo o coordenador, é necessário que as casas se tornem espaços de acolhimento, lugares onde é construída uma profunda unidade entre o casal e seus filhos.
O segundo grupo de catequeses aborda a vida cotidiana a partir do trabalho. “O trabalho não pode ser somente meio de sustento econômico, mas deve se tornar um lugar de identidade pessoal e de relação social”, destaca o bipo-auxiliar de Milão.
Já a terceira parte das catequeses se concentra sob o estilo no qual as famílias festejam, lembrando que no contexto atual muitos deixaram de ver o domingo como tempo de festa.
Por isso, Dom Brambilla destaca que as famílias precisam colocar no seu estilo de vida o sentido da festa, vendo no domingo também um momento para o encontro da comunidade.


http://aultimaadvertenciaaomundo.blogspot.com/2011/05/vaticano-lanca-documento-sobre-familia.html

quarta-feira, 25 de maio de 2011

NÃO SEI SE PINCHAÇÃO É ARTE OU VANDALISMO!!

    A arte é uma criação humana com valores estéticos (beleza, equilíbrio, harmonia, revolta) que sintetizam as suas emoções, sua história, seus sentimentos e a sua cultura. É um conjunto de procedimentos utilizados para realizar obras, e no qual aplicamos nossos conhecimentos. Apresenta-se sob variadas formas como: a plástica, a música, a escultura, o cinema, o teatro, a dança, a arquitetura etc. Pode ser vista ou percebida pelo homem de três maneiras: visualizadas, ouvidas ou mistas (audiovisuais).

PINCHAÇÃO É ARTE OU VANDALISMO?
http://www.spiner.com.br/

VIVA O AMOR!!!

“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque a caridade é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus” (1 João 4:7).




Do ponto de vista cristão, amor é poder. Força intelectual e espiritual estão envolvidas neste princípio. O Amor puro tem especial eficácia para o bem, e pode fazer só o bem. Previne a discórdia e a miséria e cria a verdadeira felicidade. A riqueza é muitas vezes uma influência para corromper e destruir; a força é forte para causar o dano; mas a verdade e a bondade são propriedades do puro amor.

O homem em paz com Deus e com seu semelhante não pode ser miserável. A inveja não estará em seu coração; a suspeita do mal não encontrará guarida nele; o ódio não pode nele existir. O coração em harmonia com Deus eleva-se acima dos preconceitos e provações desta vida.

O que Satanás planta no coração – inveja, ciúme, suspeita do mal, impaciência, falatórios, preconceito, cobiça e vaidade – deve ser arrancado. Se estas coisas daninhas forem deixadas na alma, frutificarão para a morte. Oh, quantos cultivam plantas venenosas, que sufocam os preciosos frutos do amor e definham a alma!

Unicamente o amor que mana do coração de Cristo, pode curar. Unicamente Aquele em quem flui esse amor, assim como faz a seiva na árvore e o sangue no corpo, poderá restaurar a alma ferida.

O poder do amor possui força maravilhosa, porquanto é divino. A resposta branda “desvia o furor”, a caridade “é sofredora, é benigna”; a caridade “cobre uma multidão de pecados” – sim, se aprendermos estas lições, quão grande não será o poder para curar de que seremos dotados! Como se transformaria a vida, e a Terra se tornaria a própria semelhança e antegozo do Céu!

Ellen G.White, “O Cuidado de Deus”, pág.50

segunda-feira, 23 de maio de 2011

"NAMORO À DISTÂNCIA" - FUNCIONA?



COMO SABER MANTER A CHAMA  ACESA MESMO ESTANDO LONGE DE QUEM VOCÊ AMA?
Alguns conselhos:
1. Estamos vivendo na era da “virtualidade”, onde muitos se conhecem através da internet. Cuidado, não seja precipitada(o) em se envolver num encontro virtual, nesses encontros nem todos dizem a verdade, é preciso muito cautela.
2. A vida é o resultado das suas escolhas, por isso a sua decisão deve estar respaldada na vontade Deus, busque-a como prioridade número um, não abra mão disso por nada.
3. Nunca se ponha debaixo de um jugo desigual com os incrédulos.
4. Não namore por lazer. Namoro não é passa tempo.
5. Após iniciar um relacionamento a distância, não deixe a “emoção” falar amais alto do que a “razão”, mantenha os pés no chão.
6. Lembre-se, maturidade é também saber dizer não quando necessário.
7. Envolva seus pais e sua família nesse projeto, eles poderão dar o apoio moral necessário em qualquer relacionamento relevante.
8. O pastor deve ser o seu conselheiro espiritual nessa área, esta cobertura é imprescindível.
9. Cuidado com o ciúme doentio, toda pessoa ciumenta vive aprisionada e busca sempre aprisionar o outro, isso é torturante.
10. Nunca acredite em tudo o que falam e seja criterioso (a) no julgamento sobre a pessoa com a qual está se relacionando.
11. Leia o Salmo 37, principalmente o versículo 4.
Fonte: Guiame.

sábado, 14 de maio de 2011

Protagonista de ‘A paixão de Cristo’ diz que Interpretar Jesus ‘Matou’ sua Carreira


imageEm declarações ao Daily Mail, Caviezel de 42 anos explica como logo depois de ter interpretado o papel de Cristo no filme – em cuja filmagem foi atingido por um raio e deslocou um ombro em uma cena da crucificação –, as portas de Hollywood foram fechando-se uma após a outra para ele.
"Tenho sido rejeitado pela minha própria indústria desde que aceitei fazerJesus Cristo. Mas temos que abdicar do nosso nome e nossa reputação para falar a verdade", disse o ator durante uma palestra na Primeira Igreja Batista de Orlando, na Florida, segundo o "The Guardian".
A produção de Mel Gibson foi tão bem-sucedida, que arrecadou mais de US$ 600 milhões no mundo inteiro. Mas, ainda assim, o religioso Cavaziel condena algumas atitudes de Mel Gibson. 
"Ele é um pecador terrível. Mas não merece nosso julgamento, somente nossas preces".
Antes de ser Jesus, Caviezel era um nome constante no cinema. Foi protagonista de "O Conde de Monte Cristo", de 2002, e da comédia romântica "Olhar de anjo", com Jennifer Lopez, em 2001.
O ator afirmou também que sua fé o guia no âmbito pessoal e profissional. Por isso, não acredita que tenha sido uma coincidência que "aos 33 anos o pedissem para interpretar o papel de Jesus" e brincou sobre o fato de que seus iniciais (JC) sejam as mesmas que as de Jesus Cristo.

Com informações O Globo / Canção Nova / Daily Mail / The Guardian
© 2011, www.FolhaGospel.net. All rights reserved.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

UM MUNDO FEITO DE VIOLÊNCIA!!

Menino de três anos é baleado a caminho da igreja em Garanhuns-PE

Um menino de apenas três anos foi baleado na noite desse domingo (8) quando ia para a igreja com os pais. O caso aconteceu em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.
Segundo a polícia, por volta das 19h, o garoto Daniel Ferreira da Silva seguia para a Igreja Adventista do Sétimo Dia, na Rua Leão Treze, no bairro Conjunto Indiano, quando foi atingido por um tiro na perna. Os pais da criança relataram a polícia que tudo aconteceu depois que dois homens, ainda não identificados passaram em uma moto atirando.
O disparo atingiu a coxa esquerda do menino que foi socorrido para o Hospital Dom Moura, onde foi submetido à cirurgia. Daniel continua internado, mas não corre risco de morte.
Os dois acusados continuam foragidos.
http://jadesousa.blogspot.com/

Jovens Adventistas sairam as ruas para Parabenizar as MÃES!

A Sociedade Jovem 'Partriacas e Profetas' Juntamente com o Clube de Desbravadores 'Está Escrito' da Igreja Adventista do 7º Dia, sairam  na madrugada do dia 8 para Parabenizar as Mães pelo o seu dia.












quinta-feira, 5 de maio de 2011

Bin Laden morreu há quase dez anos e só agora resolveram divulgar!!

Dizem que não há nada mais velho do que jornal de ontem. Imagine só, então, uma notícia de quase dez anos atrás... É isso mesmo, Bin Laden morreu há quase dez anos e só agora resolveram divulgar. Em abril de 2002, Alex Jones entrevistou o Dr. Steve Pieczenik, ligado ao alto escalão do governo americano, o qual já sabia através de fontes do próprio governo que Bin Laden sofria de doença renal, e que mesmo ligado à duas máquinas de diálise, não resistira e "morrera há meses".





Em agosto de 2002, o próprio Alex Jones descobriu por uma alta fonte do governo americano que Bin Laden já estava morto, e seu corpo fora congelado. E que o governo americano havia decidido divulgar a notícia antes das próximas eleições presidenciais.



A confirmação também foi dada pela ex-secretária Madeleine Albright, em entrevista a Fox News, em Dezembro de 2003, onde afirmou ser provável o governo Bush já ter capturado Bin Laden, e também divulgar esta notícia antes das eleições presidenciais de 2004.



Por que, então, a divulgação só ocorreu agora, com direito a uma encenação típica de Hollywood? Primeiro, porque a aprovação do presidente Obama estava em queda rápida - havia até um movimento questionando sua eleição como presidente devido à sua não confirmação de cidadão americano nativo (nascido em território americano e filhos de pais nascidos em território americano). Segundo, talvez a razão mais assustadora, porque havia necessidade de buscar um pretexto para continuar o programa de invasões aos países do Oriente Médio que possuem riquezas naturais tais como o petróleo etc... É bom lembrar que na mira dos EUA ainda estão a Síria e o Irã...

Caso aconteça um outro "11 de setembro" nos próximos meses, independente de ser uma operação falsa bandeira ou não, a culpa será colocada, sem dúvida, nos "terroristas" que "certamente" estarão escondidos na Síria ou no Irã...

Da mesma forma, como nada nesse mundo acontece por acaso, é surpreendente saber que o jornal britânico The Telegraph, publicou na seção de cultura em seu site (maio de 2009) uma história fictícia chamada BlackJack envolvendo supostos ataques terroristas simultâneos em cidades da Europa, EUA, Canadá e México. Como resposta a estes ataques, diversas liberdades civis foram restringidas nestes países e o pânico tomou conta do mundo. Embora a história publicada não tenha tido um aparente desfecho, um detalhe chama a atenção: para maior controle da população é implantado um cartão de identificação biométrica. A curiosidade está no número do cartão usado como exemplo na história:



Caso essa numeração seja um código hexadecimal, que mensagem ela estaria escondendo? Por que o jornal esconderia essa mensagem aqui? Se quiser saber o resultado é só copiar a sequência numérica do cartão (74686973206973206e6f742073696d706c7920656e7465727461696e6d656e74) e converter o código aqui.

Nada é o que parece ser neste mundo. E quem não tem estrutura espiritual e emocional para suportar tal conclusão, ou lidar com a realidade dos fins dos tempos deveria urgentemente buscar tal estrutura. Uma sugestão: experimente confiar na Palavra de Deus. "O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra" (Sl 34:7).

Se essa história "fictícia" publicada pelo The Telegraph tem alguma ligação com o efeito Bin Laden eu não sei. Só o tempo dirá. Uma coisa, porém, eu sei. Em algum momento, no futuro breve, o assunto deixará de ser apenas paz e segurança para se tornar uma crise sem precedentes, onde o modelo de Igreja-Estado proposto pelo Vaticano será copiado ao redor do mundo, a começar pelos EUA, e um sinal será imposto a todos: a guarda obrigatória do domingo (para suposta salvação do mundo) e a Supremacia de Roma será, então, a ruína do mundo... Quem viver verá...
Minuto Profético 

quarta-feira, 4 de maio de 2011

DÍZIMOS E OFERTAS TÃO SÉRIO QUANTO ESTÁ NA PRESENÇA DE DEUS!!


COMENTE COM INTELIGÊNCIA

Osama bin Laden e os observadores do Sábado!!

Osama bin Laden e os observadores do Sábado

A notícia tomou de assalto todos os meios de comunicação no mundo inteiro: Osama bin Laden, o inimigo nº 1 dos EUA e do mundo, da paz e segurança mundial, homem mais procurado do planeta, foi abatido a tiro numa operação levada a cabo pelas forças especiais americanas em território paquistanês. Termina assim uma década de busca àquele que foi considerado e assumido como culpado e orquestrador de alguns dos mais violentos atos da História moderna.

Ou talvez não... Convirá referir que ainda muito haverá para definir quanto ao que sucederá àquilo que no ocidente se convencionou chamar de "terrorismo internacional", cuja figura maior era o agora falecido bin Laden.

Se quisesse discutir as implicações mundiais de tal acontecimento, poderia iniciar aqui um debate que facilmente se prolongaria no tempo com mais dúvidas do que conclusões. Antes, prefiro olhar para tudo isto e as reações que já surgiram e tentar perceber que relevância estes acontecimentos têm no âmbito daquilo que entendemos como sendo o rápido aproximar do fim dos tempos.

Em primeiro lugar, creio que não terá sido surpresa alguma o consenso geral de satisfação pela morte de bin Laden. Durão Barroso, líder da União Europeia, disse que esta morte é um "grande feito" e que "torna o mundo um lugar mais seguro"; o ex-presidente americano George W. Bush opina que estamos perante "uma vitória para os Estados Unidos"; Bill Clinton, seu antecessor, classifica o momento como "profundamente importante"; o governo alemão declara que esta é uma "boa notícia"; David Cameron, Primeiro-ministro inglês, considerou tratar-se de "um gigantesco passo em frente"; também o Kremlin se mostra agradado com o resultado desta operação.

Na mesma onda, talvez mesmo mais efusiva, vemos algumas dezenas ou centenas de pessoas que, altas horas da madrugada, ocuparam as ruas de algumas cidades americanas, principalmente Nova Iorque, para, enrolados em bandeiras americanas, celebrarem efusivamente a morte do líder da Al-Qaeda. Isto até me fez estabelecer um paralelo com a morte de Yasser Arafat alguns anos atrás, que provocou enorme satisfação em alguns círculos judaicos...

Independentemente das causas justas que se coloquem (ou não...), reparo em como se celebra a morte de um homem. Mesmo com todas as condicionantes, é de frisar que aqueles que se sentem vítimas de uma ideologia que usa como forma de ação a extrema violência, incluindo a morte brutal, se deleitem agora porque foi usada a exata mesma receita para com os seus inimigos...

Poderemos até pensar: "bem feito!"; contudo, isso apenas torna a vítima igual ao agressor, com um mesmo impulso vingativo que justifica e abona um comportamento no qual os criminosos conseguem exercer a sua influência sobre o agredido, pois, simplesmente, o que acontece é que trocaram de posições...

Contudo, e este foi o pormenor que desde que ouvi a notícia captou a minha atenção, atente bem, e de novo, para alguns dos argumentos usados nas manifestações de regozijo pela morte de Osama bin Laden:
a) o maior "mal" foi finalmente derrotado e propõe-se a sua erradicação;
b) o mundo foi libertado da sua maior ameaça;
c) abrem-se novas perspetivas de paz e segurança.
Noutro âmbito (sim, entenda, por favor que um evento não está relacionado com o outro; usarei da comparação apenas pelo princípio invocado), é curioso verificar que a pena inspirada de Ellen White anunciou quais seriam os argumentos levantados para suscitar a destruição dos guardadores do Sábado. Relembre-os, resumidamente, aqui (destaco os sublinhados):
"A ira do homem será especialmente despertada contra os que santificam o sábado do quarto mandamento; e por fim um decreto universal denunciará a estes como dignos de morte" (Profetas e Reis, p. 512).

"Os poderes da Terra, unindo-se para combater os mandamentos de Deus, decretarão que todos, "pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos" (Apoc. 13:16), se conformem aos costumes da igreja, pela observância do falso sábado. Todos os que se recusarem a conformar-se serão castigados pelas leis civis, e declarar-se-á finalmente serem merecedores de morte" (O Grande Conflito, p. 604)
"Insistir-se-á em que os poucos que permanecem em oposição a uma instituição da igreja e lei do Estado (n.d.r.: a observância do domingo), não devem ser tolerados; que é melhor que eles sofram do que nações inteiras sejam lançadas em confusão e ilegalidade" (O Grande Conflito, p. 615).
Ou seja: da mesma forma como, hoje, há grande alegria porque é melhor que Osama bin Laden morra do que as nações continuem a viver ameaçadas, com medo e angustiadas, no futuro, tentar-se-á provar que será preferível eliminar os observadores do Sábado, do que permitir a desordem e desobediência a leis humanas que, segundo alguns, será a causa de tantos sofrimentos que se abaterão sobre os perdidos habitantes da Terra.

Então, através desses atos, acharão os homens ter encontrado o caminho para maior paz e segurança, tal como agora sucede. Mas a sentença de Deus sobre eles está anunciada:
"Quando pastores, agricultores, negociantes, advogados, grandes e pretensos bons homens exclamarem: "Paz e segurança!", sobrevirá repentina destruição. Lucas relata as palavras de Cristo, de que o dia de Deus vem como um laço - a figura de um animal andando na selva em busca da presa, e eis que, de repente, ele é apanhado na disfarçada armadilha do caçador" (Manuscript Releases, v. 10, p. 266).
A própria História está a avisar-nos que aquilo que poderíamos eventualmente considerar como muito difícil de suceder, é, afinal, apenas e só uma questão de tempo e de circunstâncias mais favoráveis.

Mas, como alguém me dizia recentemente, não há surpresa nem temor; é só estar atento e perceber que tudo se encaminha para o que há muito está anunciado....

terça-feira, 3 de maio de 2011

ONDE ESTÁ DEUS QUANDO OCORREM AS TRAGÉDIAS? PARTE 2

Jamais entenderemos os problemas; jamais compreenderemos os incêndios, as inundações, os terremotos e todas as desgraças, enquanto não buscarmos desvendar o que se passa por trás de tudo isso. Não há meio de entendermos o sofrimento, enquanto não conhecermos o caráter de DEUS.
Precisamos entender o dilema divino. Deus não queria brinquedos para manipular e controlar. Ele não criou robôs. O Criador não tencionou formar pessoas movidas a bateria. Ele queria gente de verdade a quem Ele pudesse amar e de quem pudesse ser amado. Queria que fossem livres para escolher. Vamos ler o que se encontra em Josué 24:15. "Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor."

Essa foi a liberdade de escolha que Deus deu aos anjos e a todos os seres criados. E quando Deus fez isso, Ele correu um tremendo risco: alguém, em algum lugar, poderia escolher se rebelar. E foi exatamente o que aconteceu. O profeta Isaías escreveu a esse respeito: "Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, da banda dos lados do norte. Subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo." Isaías 14:12 a 14.
Lúcifer era o filho da alva! [O nome Lúcifer significa "portador de luz"; tendo aparecido pela primeira vez na Vulgata (versão latina da Bíblia), é uma tradução da expressão "estrela da manhã" em Isa. 14:12.] Era o anjo mais elevado do céu, que ficava junto ao trono! Mas, ele ficou orgulhoso e quis ocupar o lugar de Deus! Aprendemos mais sobre esse assunto no livro do profeta Ezequiel. "Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti... Elevou-se o teu coração por causa da sua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti." Ezequiel 28:14,15 e 17.   

Que lindo anjo deve ter sido! Mas o coração dele se exaltou por causa da sua beleza. Ele corrompeu sua sabedoria por causa de seu resplendor. Há pessoas que dizem que Deus é o responsável pelo mal por ter criado Lúcifer. Afirmam que Deus criou o diabo. Mas isso é realmente verdade? Não! O que a Bíblia nos revela é que ele era perfeito nos seus caminhos desde o dia em que foi criado. Portanto Deus o criou perfeito, mas deu-lhe o poder e a liberdade de escolha, da mesma maneira como faz conosco.
Ao exercer a sua liberdade de escolha, Lúcifer transformou-se num diabo [que significa: acusador]. Diante disso, o que Deus faria? Observe o dilema divino: Deus poderia ter impedido a rebelião, deixando de criar pessoas. Ele poderia ter preenchido o universo com sóis, galáxias e planetas, deixando-os desabitados. Deus, no entanto, preferiu criar as pessoas porque só elas podem amar. Depois da rebelião de Lúcifer que pôs fim à harmonia perfeita do Universo, ainda restaram várias opções. Deus poderia ter optado por forçar Seus súditos ou poderia descartá-los, jogando-os fora - como se faz com brinquedos quebrados.

Caso Deus tivesse agido dessa maneira, não teria sido compreendido. Se Ele realmente tivesse procedido assim, provaria apenas que, de fato, queria robôs e não pessoas que pudessem exercer a liberdade de escolha. Deus poderia explicar as razões pelas quais expulsou os anjos rebeldes do céu; mas explicar a natureza do pecado estaria além da compreensão de seres que nunca tinham presenciado o pecado. Talvez Deus pudesse simplesmente ignorar a rebelião; mas se tivesse agido assim, o resultado seria o caos. A rebelião poderia se alastrar e o Universo inteiro cairia. Só havia um jeito, apenas uma maneira segura de lidar com a rebelião. Teria que ser permitido ao pecado demonstrar seu caráter. E isso levaria tempo, muito tempo. Implicaria em milhares de anos de sofrimento, guerras, catástrofes, ódio e violência. Tudo isso causado pelo anjo rebelde. Seria necessário tempo suficiente para que seres humanos, anjos e habitantes de outros mundos vissem a verdadeira face do pecado. Deus então poderia finalmente destruir o pecado sem nenhuma voz de reprovação. http://arquivoadventista.blogspot.com

EM BREVE CONTINUAREMOS OBRIGADO PELA PARTICIPAÇÃO.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

PAPA JOÃO PAULO II

Porque os vivos sabem que hão de morrer...
...mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. ECLESIASTES 9 : 5